O INSTITUT AMÉLIE BOUDET

Publicado a 26 de junho de 2012 por lgm 

Como se sabe, a Doutrina Espírita se constitui na Terceira Revelação, o Consolador prometido por Jesus quando ainda encarnado para cumprimento da Sua Missão propiciadora da Segunda Revelação, sendo certo, igualmente, que o trabalho de Allan Kardec foi dirigido pelo Espírito de Verdade, a quem o Divino Mestre se referiu explicitamente como sendo aquele que seria o Consolador, tanto quanto se sabe da progressividade da revelação, afirmada taxativamente por Allan Kardec, e, bem assim, que a “árvore do Evangelho” foi transplantada para o Brasil, por ordem do Sublime Governador da Terra, que é Jesus, conforme relata o Espírito Humberto de Campos, no seu livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, psicografado por Francisco Cândido Xavier.

Fazendo uma ligação nessas afirmações todas, cumpre-nos o dever, como espírita, de trazer ao conhecimento dos demais irmãos e irmãs uma realidade pouco conhecida da maioria dos confrades brasileiros, que é a existência, em Paris, do Institut Amélie Boudet, que tem um portal de Internet com seguinte endereço: http://www.institutamelieboudet.fr.

Consultando esse portal, pudemos tomar conhecimento de uma série de informações importantes para conhecermos o que está acontecendo na França em termos de continuidade da revelação espírita, principalmente através da publicação, em 2.009, de um Dicionário, redigido sob a supervisão do próprio Espírito de Verdade, que se chama “Dictionnaire des concepts espirites”, cuja tradução, para tristeza nossa, só poderá ser feita para o português com autorização expressa do Instituto, com isso dificultando-se a consulta aos espíritas não versados em francês.

Todavia, dessa importante obra, pudemos pinçar algumas informações, que relacionamos abaixo:

1) A origem desse trabalho é incontestavelmente aquela afirmada no texto, prefaciado por Roger Perez, presidente da União Espírita Francesa, uma vez que obedeceu estritamente aos critérios de controle de veracidade preconizado por Allan Kardec;

2) Afirma-se ali que o Espírito de Verdade é o apóstolo João, o “discípulo amado”, o qual dirige a Equipe numerosa de Espíritos Superiores encarregada da Obra, sendo mencionados apenas alguns nomes: Teresa de Ávila, Francisco de Assis, Allan Kardec, Léon Denis, Gabriel Delanne, Joanna D’Arc, Francisco Cândido Xavier, Avicena, Ibn Saud e Abdel Kader;

3) No item 22 se declara que: “A continuidade da Codificação Espírita efetuar-se-á a partir da França, berço histórico do Espiritismo. Ela se insere em um vasto movimento que tem por finalidade a regeneração do Espiritismo na França e no mundo…”

4) Fala-se na união de todas as correntes religiosas, o que se pode verificar, inclusive, pela composição da Equipe, onde se apresentam nomes de Espíritos Superiores que militaram, por exemplo, no mundo árabe, mostrando que o “Amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos” é a Regra Universal, a qual corresponde à Lei Divina.

Fica a indagação: – Se a Doutrina Espírita tinha perdido muito de sua força na França nas últimas décadas, no entanto, por outro lado, desenvolvendo-se de maneira extraordinária no Brasil, principalmente graças às obras psicografadas por Francisco Cândido Xavier e ao trabalho de divulgação através da oratória de Divaldo Pereira Franco, o que justificaria a afirmação de que a França retomará, a partir de agora, a responsabilidade pela continuidade da Revelação, principalmente sabendo-se que Emmanuel já está reencarnado no Brasil há uma dúzia de anos?

Cada um pode formular sua hipótese, sendo que uma delas pode ser a de que, sendo o francês um idioma com maior penetração a nível mundial, Jesus, através do Espírito de Verdade, programou essa nova frente de trabalho, a fim de ingressarmos definitivamente na Era de Regeneração.

Por fim, fica a sugestão de que a Federação Espírita Brasileira ou outra Entidade representativa do Espiritismo no Brasil solicite do Institut Amélie Boudet a autorização necessária a fazer a tradução do Dicionário para o português.

De qualquer forma, é importante sabermos que nos compete cumprir nossos deveres, iniciando pela autorreforma moral, como preconizava Allan Kardec, enquanto que os Espíritos Superiores, sob o Comando Amoroso e Sábio de Jesus, por intermédio do Espírito de Verdade, responde em escala macroscópica, pela progressividade da Revelação da Verdade, para a humanidade terrestre ingressar na Nova Era, em que o Amor Universal será a regra de convivência entre todos os seres humanos.

Luiz Guilherme Marques

Este artigo foi arquivado em Artigos

Deixe o seu Comentário